O estranho dia em que uma válvula chinesa sem marca superou uma JJ toda prosa.


 

Tinha eu uma Ecc83s da JJ aqui dando sopa; fora utilizada no meu Mesa Dc-2. Quando o vendi, vendi também todas as válvulas que tinha. Só sobrou essa. Qdo fiz o retube do Dc-2, a diferença foi incrível, o som antes meio apagado realmente ganhou vida.
Daí, resolvi pegar a pequena órfã e colocá-la pra trabalhar na posição da V1 no meu novo Vox Ac15C1. 
Depois de meia-hora desaparafuseando os 16 (16!!!) parafusos da tampa traseira, e dois minutos trocando a válvula, deixei o amp esquentar e parti pra ignorância, tocando em volume (quase) de palco aqui em casa mesmo, e mantendo toda a setagem de EQ igual ao que tenho usado.
Pra minha surpresa… Cadê os graves? Sonzinho magro que só… O canal Normal realmente perdeu o sentido de ser – ficou anêmico. Assim, era um som aproveitável, mas longe da “cremosidade” (desculpem) que antes apresentava.
O Top Boost não posso dizer que piorou; ficou diferente. Ficou mais magro tb (sendo que atocho os graves nesse amp, e em quase todo amp que toco), mas distorceu mais, num drive bonito. Caiu o headroom, o que pra mim não é o que eu procurava, mas ficou um drive muito bacana.

Enfim… 15 minutos tocando, e não tive dúvida… voltei a V1 pra válvula chinesa sem marca que veio com o Ac15. E o som voltou a ser o que era – bom pra cacete. 

Anúncios

~ por Paulo Grua em 10/09/2012.

8 Respostas to “O estranho dia em que uma válvula chinesa sem marca superou uma JJ toda prosa.”

  1. Interessante…Tenho duas 12ax7 da JJ Tesla dando sopa por aqui também. Comprei um trio pra substituir apenas uma q tinha da do problema no meu Blues Deluxe. Será que vale a pena fazer o teste por aqui tb? haha Abraço!

    • Certamente que vale! Como disse, quando usei essa válvula e outras idênticas no meu Dc-2, o resultado foi excelente. Talvez tenha sido esse tipo preciso de 12ax7 (ECC83S) no lugar exato da V1 que não tenha combinado. Acho que tem de testar pra saber…

  2. Interessante isso!

    Acho que, apesar de serem valvulas sem marca, isso é culpa do impecável controle de qualidade Vox no quesito “conjunto”, não?

    Mas quando tu tiver um tempinho (e $$) valeria trocar todo o set de valvulas por JJ. Ou também, quem sabe essas válvulas não casem com a saída do falante, sei lá!

    • Pois é… pode ser uma série de fatores… E, realmente, não poria minha mão no fogo por controle de qualidade de válvulas numa linha de produção chinesa, por melhor que seja. Mas, ainda esse ano, vou pegar um set completo de válvulas novo (não que precise, mas é bom ter sempre um back-up pra tudo, em especial as de power). Daí, posto minhas impressões…

  3. faz tempo que as chinesinhas da shuguang (“electron tube” ou simplesmente “made in china” silkado), que faz as válvulas pra tube amp doctor (TAD), valve art, ruby tubes, peavey, bugera, vox e os modelos mais usados pela MESA (que todo otário paga uma fortuna) ,tão dando pau na maioria das russas, principalmente as JJ
    mas as melhores continuam sendo as RFT/Siemens NOS e tungsram lá dos tempos do chacrinha e das ainda fábricas, as svetlana =(C)= “winged C”, que estão custando uma nota preta (não confundir com as svetlana “S”, que são sovteks disfarçadas)

  4. Quando a casa ficar vazia pra eu poder abrir o volume razoavelmente, farei os testes. Ou então em dois ensaios consecutivos…

  5. Aí, alguém sabe em que site chinês eu compro placas com soquete para válvulas olho mágico para usar como VU??!!
    Obrigado desde já!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: